Planejamento + Monitoramento: 10 Dicas de como usar essa dupla dinâmica

 O monitoramento de mídias sociais não deve ser uma tarefa restrita a SAC, pesquisa ou análise de percepção e imagem. Uma boa relação entre os diferentes setores de uma agência pode trazer ainda mais valor e oportunidades junto a clientes. Uma destas oportunidades é a estreita colaboração entre planners e analistas de monitoramento.

Muitas das informações disponíveis em ferramentas como o BrandCare podem ajudar planners a realizarem propostas, planejamentos, estratégias e documentos de concorrências com mais inteligência.

Benchmark
BenchmarkQue tipo de conteúdo os concorrentes publicam nas mídias sociais? Qual o tom utilizado? São publicados links? Call-to-actions? Hashtags? Qual a frequência e tipo de publicações? As respostas são realizadas em tempo real? Estas e outras informações referentes à atuação dos concorrentes ajudam a direcionar os planners para escolher quais padrões seguir e quais itens utilizar para se diferenciar.

Análise SWOT
Quais são as oportunidades e ameaças dos concorrentes? Há vários jeitos de descobrir isto, com informações de pesquisa de mercado, inteligência competitiva e afins. Mas porque não utilizar o coletivo da internet para identificar as oportunidades e ameaças? Monitorando a página do Reclame Aqui dos concorrentes é possível descobrir quais os pontos fracos do produto ou serviço. Monitorando reviews e avaliações em blogs e YouTube, como vídeos de unboxing, os atributos avaliados pelos consumidores são descobertos. Analisando crises de comunicação e marketing, lacunas dos competidores podem se transformar em alvos a serem

Páginas Facebook - HorariosFlutuação por Horários e Dias
Um bom planejamento de comunicação deve levar em consideração a multiplicidade de atividades e ações realizadas pelos consumidores. Entregar comunicação e mídia do jeito certo e na hora certa aumenta as chances de sucesso. Planners podem utilizar a flutuação de menções por hora do dia como indicador da flutuação de interesse.

O mesmo acontece quanto à flutuação ao longo dos dias da semana. Quais são os padrões? Correlações entre atividades e consumo, como acontece com futebol e cerveja, às vezes podem ser descobertas graças à flutuação de engajamento ao longo dos dias. Além de planejar cronograma de acordo com os dias mais intensos, vale também descobrir estas correlações para pensar o universo de marca.

Share de Voz e Conversação
Analisar o share de conversação serve tanto para dimensionar o tamanho do desafio frente aos concorrentes quanto para convencer o cliente em prospecções. Situar o prospecto quanto a seus concorrentes permite redigir uma proposta de serviços mais assertiva

share of voice

Contrapor impressões dos clientes e realidade
Pode acontecer de um briefing trazer asserções que não correspondem à realidade. Será que o concorrente realmente é aquele apontado pelo cliente? Há algum substituto ao produto não anteriormente identificado? Qual a classe socioeconômica que realmente consome o produto? Ou quem é o responsável pela decisão de compra? Estas e outras informações podem ser checadas ou questionadas com dados das mídias sociais.

Descobrir onde o consumidor está
Quais plataformas preferidas pelo consumidor deste segmento? Entre Facebook, Twitter, Google+, YouTube, Blogs, LinkedIn e outras mídias há diferentes comportamentos para cada plataforma. Além disto, quais são os blogs específicos que falam sobre determinado tema de interesse do seu consumidor? O monitoramento de mídias sociais pode ajudar a direcionar, então, ações de relacionamento e até mídia display nestes sites.

Gif - TVP - BrandCareEncontrar e medir influenciadores
Quem influencia e pauta as conversas sobre a marca? Mapear as redes de conversas sobre o tema de interesse da marca permitirá encontrar influenciadores, que podem ser analisados para gerar mais insights sobre o ambiente do consumidor assim como serem ativados em ações especiais.

Identificar grupos de usuários
Também relacionado às redes, a identificação de grupos de usuários através do algoritmo de clustering permite compreender as conexões entre as comunidades. Ideologia política, influenciador em comum, localização ou interesse temático podem ser alguns dos motivos para o engajamento. Ter isto em conta no planejamento da comunicação é essencial tanto para tratar de temas interessantes quanto para evitar termas espinhosos para o público.

Comportamento dos Usuários
Os seus consumidores possuem Twitter, blogs ou grupos no Facebook? Analisar o comportamento dos usuários além das menções diretas às marcas pode trazer insights sobre Atitudes, Opiniões e Interesses. atividades interesses e opiniões

Como as pessoas falam e se expressam?
Entender como os consumidores falam e se expressam, com regionalismos, gírias e afins é uma fonte de informação que permite ao planner orientar melhor os redatores e criativos.

 

Gostou das dicas? Confira muito mais em: “50 Insights no Monitoramento de Mídias Sociais“.

Deixe uma resposta