Microinfluenciadores: o futuro da comunicação digital

Microinfluenciadores: o futuro da comunicação digital

A comunicação 1 a 1 deixou, há muito tempo, de ser algo exclusivo ou inovador. Fator decisivo no sucesso de diversos programas na televisão e especialmente no meio digital, a efetividade da comunicação passou a respeitar um fator importantíssimo – a conexão com a audiência, comunicando-se de uma forma mais próxima, da forma com que as pessoas realmente querem ouvir.

Após o boom dos influenciadores digitais, muitos deles já deixam de ser nichados e cada vez mais se tornam ‘veículos de massa’, como o caso de Whindersson Nunes, por exemplo, que passou dos 25 milhões de seguidores no YouTube. O futuro do marketing digital já aponta em outra direção: a dos microinfluencadores.

Isso porque os grandes influencers perdem o sentido quando você quer segmentar e falar com uma pequena fatia do seu público. Além disso, eles costumam ser mais baratos e apresentar melhor ROI. Mas antes de seguimos em frente, uma breve descrição do que são os microinfluenciadores: 

Microinfluenciadores são pessoas com 5 a 100 mil seguidores e que podem realizar parcerias com marcas para desenvolver campanhas de marketing digital. Em geral, os microinflueciadores estão nas redes sociais falando sobre lifestyle, moda, culinária, negócios e muito mais. A gama de usuários nas redes com até 100 mil seguidores no brasil é enorme, de várias idades e perfis. E esse número não para de crescer dia após dia.

Dá pra perceber que um microinfluenciador pode ser alguém como você, não é mesmo? É muito provável que você possua muitos deles em seu círculo de amizades virtuais e que, inclusive, siga vários deles sem mesmo se dar conta. É aquele perfil interessante sobre viagens ou aquele feed no Instagram muito bonito sobre comida. Todos microinfluenciadores!

Microinfluenciadores geram mais ROI e engajamento

Multidão nunca foi comunidade. Seguindo essa lógica, onde comunidade é a maior moeda de troca de um influencer, nada mais natural do que os números da  pesquisa da Kler. Aqui, alguns dos resultados sobre o poder dos microinfluenciadores:

  • Microinfluenciadores atingem até 47% mais engajamento em postagens patrocinadas;
  • Celebridades apresentam queda de até 14% no engajamento para postagens patrocinadas;
  • Microinfluenciadores obtêm 3 vezes mais likes por seguidor para postagens patrocinadas do que celebridades;
  • Microinfluenciadores geram taxas de engajamento que são 2 vezes (ou mais altas) que as de celebridades;
  • Enquanto taxas médias de comentários nas postagens patrocinadas caem drasticamente nos perfis de celebridades, os microinfluenciadores possuem aumentos na atuação do Instagram.

Esses números podem ser explicados pelo tamanho da audiência dos macro influenciadores. Os campeões de seguidores tornaram-se grandes e, para continuarem crescendo, precisam cada vez mais transmitir mensagens genéricas e que agradem públicos mais diversos, com pautas mais abertas. Ou seja, tudo fica mais bege, mais genérico, e com menos personalidade.

Com os microinfluenciadores, seguidos por tribos distintas, há mais liberdade em ser autêntico e por isso os microinfluenciadores costumam ter fãs mais engajados e mais propensos a seguir os seus conselhos. Mas se sua marca trabalha com público mais heterogêneo, os macro influenciadores continuam sendo uma ótima opção.

É importante dizer que criar impacto real requer mais do que milhares de seguidores. Requer que seu público acredite no influencer e que a sua marca faça lógica no contexto em que é apresentada. E é para isso que as marcas devem estar antenadas, aproveitando para se comunicar com os seus públicos de forma efetiva em um momento de forte crescimento na resistência à publicidade tradicional.

Como ser efetivo usando microinfluenciadores

Como ser efetivo usando microinfluenciadores

Antes de mais nada, é importante que as ações com macro ou microinfluenciadores sejam autênticas. O público percebe quando uma ação patrocinada não faz sentido e que tudo não passa da compra de um ‘espaço publicitário’. Para evitar que isso aconteça, é importante identificar influencers que tenham relação com o seu produto ou serviço e o influenciador deve incluir o seu produto em um contexto real.

Por exemplo, em um vídeo, após falar sobre o seu novo cabelo, uma microinfluenciadora tira da bolsa um cartão e crédito e começa a falar que ela acabou de recebe-lo e está ‘amando’ o cartão. Após cerca de um minuto, ela volta a falar do novo cabelo. Fica muito claro para o seguidor que essa ação foi uma inserção publicitária, com efeitos duvidosos.

Agora imagine a mesma situação, da blogueira falando sobre o novo cabelo, mas ao invés de fazer propaganda direta do cartão, ela o inclui no contexto. Após falar sobre o corte, ela pode abordar o cartão dizendo que ‘aliás, pagou o corte com o cartão X, que tem um app super prático e está amando’, e volta a falar do novo cabelo. Bem mais natural, não é mesmo? Ser efetivo com microinfluciadores requer bom senso, estratégia e conhecimento claros dos públicos da marca e do influencer.

Microinfluenciador é rei

O poder dos microinfluenciadores não acaba por aqui. Além de serem responsáveis pelo maior ROI, são eles quem abastecem as redes com conteúdo. Uma pesquisa recente que analisou mais de 1 milhão de perfis revelou que os microinfluenciadores passaram de coadjuvantes a protagonistas, produzindo expressivos 66% do material compartilhado nas redes sociais. Impressionante, não é mesmo?

E em geral os microinfluenciadores bombardeiam em menor intensidade suas redes com conteúdos patrocinados. Esse comportamento cria comunidades que são genuinamente atraídas pelo micro influenciador, com produção de conteúdo independente em maior escala. 

É hora de surfar nessa onda

Microinfluenciadores: é hora de surfar nessa onda

Após tantos números e dados, é hora de aproveitar a oportunidade que os microinfluenciadores representam para a sua marca. Essa tática representa o poder de se comunicar com o seu público de forma que sua marca gere mais lembrança, engajamento e uma experiência de comunicação agradável. E claro, no fim do dia, mais vendas para a sua organização.

Para identificar quais os microinfluenciadores que já estão falando da sua marca ou que tenham um perfil com grande afinidade com os assuntos relacionados ao universo do seu produto ou serviço, é fundamental um bom serviço de monitoramento de redes sociais. Com relatórios estatísticos precisos, encontrar o caminho certo para crescer neste mar de influenciadores fica muito mais fácil e assertivo, sem grandes surpresas no final das contas.

A Social Figures oferece este serviço e muitos outros para a sua marca na web. Conheça mais sobre a empresa clicando neste link ou nos deixando um comentário logo abaixo!

Deixe uma resposta