Category Archives: Social Media

Influenciadores: Broadcaster, Conector ou Legitimador?

By | Redes Sociais, Social Media | No Comments

Head_Influenciadores

O conceito Formadores de Opinião não é novo e com o poder das mídias sociais, estas pessoas ganharam o status de influenciadores. O uso deles em ações de comunicação tem sido um recurso cada vez mais utilizado pelas marcas para conversar com seu(s) público(s)-alvo. O plural entra aqui, pois uma marca pode conversar com diversos nichos ao mesmo tempo, havendo sempre a necessidade de adequar a forma, linguagem e meio para cada um deles.

O monitoramento de redes sociais é um forte aliado no processo de identificação desses influenciadores e já tratamos do assunto aqui no blog, nesses dois posts:

Porém, após identificar esses influenciadores, como saber qual tipo de influenciador ele é? Qual o retorno você terá? Qual o tipo de público ele irá conversar? Pensando nessas questões, o Gabriel Ishida (Coordenador de Social Listenig na Pernord Ricard, autor do Blog Midializado e Co-criador do Atlas Media Lab), desenvolveu uma metodologia onde nos apresenta quais são os tipos de influenciadores, formas de contratação, métricas e mais. Iremos abordar abaixo alguns desses pontos.

Ishida ressalta que não existe uma fórmula ou metodologia pronta para se aplicar a todos os casos, mas há formas de se encontrar a melhor metodologia para cada caso.

Quando falamos sobre estabelecer valores ou parâmetros para analisar influenciadores, duas questões se somam as já tradicionais (alcance, fãs e engajamento) que são: Qual o valor que determinado perfil tem e o que devemos considerar para determinar esse valor?

As duas questões enfrentam barreiras quando são colocadas em cenários onde grandes marcas possam fazer um grande investimento. Uma delas é a falta de entendimento sobre os preços que são praticados por esses influenciadores, uma vez que as empresas possuem a necessidade de ter retorno sobre seus investimentos.

Dois caminhos são apontados para achar essa resposta: Advertasing Value Equivalency (AVE) e lógica de precificação de mídia, mas aplicada as redes sociais. Para essas opções a mensuração seria equivalente ao que ocorre hoje com o meio impresso + o áudio visual e/ou valor pago vs. as entregas que foram contratadas dos influenciadores. Ainda assim é necessário avaliar cada caso e considerar alguns fatores para a mensuração.

No artigo, Ishida aponta fatores como: Interações e capacidade de engajamento, menções espontâneas de outros perfis, perfil de interesse dos seguidores, potência de disseminação e evidência em veículos. Todos eles podem ser utilizados (em conjunto ou isoladamente) para determinar a mensuração dos resultados. Tais fatores irão ajudar na identificação de qual tipo de influenciador ele se encaixa.

Tipos de Influenciadores

Ao definir um influenciador, é necessário saber se o ele é referência no assunto, é antenado em tendências, se movimenta conversas nas redes sociais, se possuí muitos contatos e se ele é capaz de traduzir as tendências para o público geral (e podem ser chamados “Trendsetters”). Eles são responsáveis por ditar as tendências e traduzi-las para a grande massa, utilizando a linguagem apropriada para cada público. Tendo isso em vista, Ishida nos apresenta três tipos de influenciadores.

  • Broadcasters
    São os perfis com uma grande quantidade de seguidores, atingem muitos seguidores simultaneamente, replicam em outras redes e não precisam ser necessariamente celebridades.
  • Conectores
    São perfis que possuem conexão com outros perfis influenciadores (na sua maioria broadcasters). Ele é uma referência para sua rede de contatos influentes que por vez irão reverberar a mensagem que foi feita por ele. Ele pode ser um conector e um broadcaster ao mesmo tempo.
  • Legitimadores
    São perfis que representam uma cultura/tribo ou são experts na área que atuam e são os primeiros nomes a serem lembrados quando os usuários buscam uma referência dentro de um tema.

Influenciadores_TipoS

No artigo que fará parte de um livro e será publicado em breve, Gabriel Ishida abordará o tema com maior profundidade e também apresentará uma metodologia, onde propõe um índice que considere diversos fatores para a comparação entre perfis, afim de contribuir para uma melhor tomada de decisão no uso de um influenciador.

Curso de Análise de Redes Sociais para Comunicação e Marketing

By | Social Media | No Comments

A Internucleos, instituição focada em pesquisa e inovação e consultoria, acaba de lançar o curso
Análise de Redes Sociais (SNA) para Comunicação e Marketing: Extraindo Valor a Partir de Dados, que acontecerá nos dias 4 e 5 de novembro, em São Paulo. Recomendamos o curso, que será realizado por Rodrigo Terra, professor formado em Comunicação pela FAAP, Pós-Graduado em empreendedorismo pelo IBMEC e em Administração pela FGV. Saiba mais:

“O curso SNA (Social Network Analysis) para Comunicação e Marketing da Internucleos visa oferecer um conhecimento estruturado que possibilita aos profissionais de comunicação e marketing (Publicitários, Jornalistas e RPs) operar um conjunto de ferramentas de análise de redes, como Gephi, Brandcare e Netvizz. Nossos estudos apontam que aprender a escolher qual ferramenta para cada finalidade faz toda a diferença no planejamento de comunicação.

Por meio da análise SNA, e suas ferramentas, de forma estruturada, é possível extrair dados relevantes sobre a circulação de mensagens, produzidas por marcas e consumidores em comunidades virtuais dessas plataformas. Além de compreender o processo de circulação, o aluno aprenderá também a identificar quem são os atores mais influentes que impulsionam a circulação dessas mensagens.”

internucleos - analise de redes sociais

 

Pesquisa sobre Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas

By | Social Media | No Comments

[O texto abaixo é uma colaboração da estudante de doutorado Juana Lucini, que nos conta sobre sua pesquisa em torno dos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável das Nações Unidas. Parte da coleta de dados da tese é realizada no BrandCare, com apoio da Social Figures.]

O objetivo da minha pesquisa é analisar o processo decisório referente aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS, ou SDG em inglês) e como a participação de diferentes atores online contribuiu para o resultado final acordado entre os 193 países que fazem parte da Assembleia Geral das Nações Unidas. Desde a Rio+20 até Julho último, diferentes atores estiveram envolvidos no processo de criação do documento, com contribuições de vários seguimentos da sociedade civil, do setor privado e de governos. O documento final do Grupo Aberto (Open Working Group) será finalmente aprovado ou retificado pelos países na Assembleia Geral da ONU a ser realizada em 25-27 Setembro de 2015.

A minha pesquisa está fazendo uma análise de mídia social sobre as discussões e os atores. Isso é possível porque o tópico dos tem sido muito debatido no Twitter. De Março a fins de Julho, há mais de 130 mil menções da hashtag #SDG. Para fazer um primeiro filtro e análise dessas hashtags, eu usei a ferramenta do BrandCare de escolher uma amostra dentro do meu banco de dados. A amostra pode ser escolhida de diferentes maneiras, eu escolhi com uma margem de erro de 4%. Essa ferramenta também me permitiu comprovar que a maioria do uso da hashtag era de fato com menção aos SDGs.

Eu tive uma amostra de 520 tweets, dos quais 480 eram usuários únicos e 45,9% mulheres. Dentro da amostra, 333 eram retweets de usuários que já haviam feito um tópico usando a hashtag #SDG. A amostra era espalhada no tempo do meu universo de análise, como mostra o gráfico abaixo:

Hashtag #SDG

Desses, 31 tweets eram de pessoas as quais eu classifiquei como “os mais influentes (top influencers)” no meu banco de dados. Os mais influentes são os usuários do Twitter que compartilharam conteúdo com a hashtag #SDG que tem mais de 10 mil seguidores. Eu criei então uma outra categoria, que classifica os usuários com mais de mil seguidores como influenciadores medianos. Nesta categoria, haviam 163 tweets da amostra de 520.

Eu também classifiquei os tweets dentro da amostra em positivos e negativos. Felizmente para o processo decisório dos SDGs, a maioria se manifestou favorável (98%). Dos influenciadores principais, esse é o ranking com o klout score de cada um:

key influencers

É interessante destacar também que eu encontrei dois spam na amostra, tweeds que não se referiam especificamente aos Objetivos de Desenvolvimento Sustentável e outros tweeds que se referiam aos SDGs mas que estavam em idiomas que eu não compreendi, como alemão e japonês. Eles ainda são parte importante da amostra e no período da análise de dados trabalharei com a tradução deles.

[Juana Lucini é estudante de doutorado no Sustainability Research Centre, University of the Sunshine Coast, Australia. Juana possui um mestrado em Ciência Política pelaUniversidade de Brasília e  Masters em International Cooperation and Development from the University of Cantabria, Spain.]

Entrevistamos: Cristal Bittencourt, coordenadora do núcleo web da Yayá Comunicação Integrada

By | Mercado, Social Media | One Comment

A maior fonte de aprendizado da Social Figures são nossos clientes, parceiros e colaboradores. Possuindo o BrandCare e os insights sociais como core business, temos a oportunidade de conhecer profissionais de todos os tipos, habilidades, sotaques, línguas e interesses. Hoje temos o prazer de compartilhar mais um bom papo sobre nossa área. Entrevistamos Cristal Bittencourt, coordenadora do núcleo web da Yayá Comunicação, agência de Salvador que desenvolve projetos de comunicação sob medida para clientes há cerca de 14 anos, desde 2002. Cristal é também pós-graduada em Comunicação Estratégica pela UFBA, blogueira, professora, palestrante e contou pra gente um pouco sobre desafios e particularidades de seu trabalho:

Cristal Bittencourt - YayáVocê poderia nos contar um pouco sobre as entregas realizadas pela Yayá e como a agência vê o monitoramento de mídias sociais na interface com os outros setores?
Desde que começamos a trabalhar mais a fundo com monitoramento, ficou claro o quanto ele poderia ser útil pra tudo. Mas, se no começo era fácil pensar em monitoramento apenas como categorização de sentimento, logo logo isso se transformou apenas na ponta do iceberg, e com o tempo fomos nos familiarizando com categorias, tags, gráficos e classificações que tornariam mais fácil entender duas coisas fundamentais: o cliente e o cliente do cliente. Hoje o desafio é conseguir levar essa “nova cultura” para todos os setores da agência.

Como vocês realizam planejamento de projetos de monitoramento de mídias sociais? Quais os principais desafios?
O maior desafio é sempre entender o cliente. Não importa se é uma barraquinha de frutas ou uma plataforma de petróleo, cada cliente tem suas especificidades, detalhes que muitas vezes só ele conhece e que, quando compreendidos, podem ajudar (e muito!) o nosso trabalho. Um bom briefing é o melhor primeiro passo para um planejamento, seja ele do que for, e com monitoramento não seria diferente.

A Yayá atende clientes de segmentos bem diversos, como educação, construção civil, política e climatização. As entregas são diferentes de acordo com cada tipo de cliente?
Setores diferentes trazem necessidades diferentes, mas o porte do cliente também importa muito. Voltando ao exemplo da barraquinha de fruta, um cliente desse porte tem uma necessidade menor do que uma plataforma de petróleo, e também não dá pra ignorar a questão financeira.

Quando o cliente entende a importância do nosso trabalho, seja de monitoramento ou de gestão de mídias sociais, ele acaba investindo mais e, consequentemente, passa a precisar de um trabalho mais apurado, com relatórios semanais ou, até mesmo, diários, a depender do seu porte. Quanto maior for a sua praça, sua clientela, maior acaba sendo o nosso trabalho também.

Mas, claro, também é possível fazer um bom trabalho para clientes que ainda não podem ser dar ao luxo de manter um investimento um pouco maior em publicidade digital, trabalhando com relatórios mensais mais simples.

Há particularidades no mercado baiano de mídias sociais? Que dicas você poderia dar aos profissionais do estado?
Quem não é de São Paulo tem uma tendência a reclamar da sua região, falar o quanto ainda somos provincianos, o quanto ainda precisamos crescer – e precisamos mesmo, mas o buraco é mais embaixo.
Há um tempo atrás, nossa maior dificuldade era fazer o cliente entender a importância daquilo que a gente faz. Hoje ele já entende, mas muitas vezes acha que é um trabalho “simples”, que não vale um investimento maior.

Atendimento ao Consumidor no Twitter

By | Social Media | No Comments

consumers are trying to engage with brandsO Twitter acaba de lançar nova versão de seu guia de serviço ao consumidor: “Customer Service on Twitter”. O documento, de 122 páginas, traz dados, informações e orientações sobre jornada de consumo, mensuração, oportunidades e desafios em atendimento ao consumidor no microblog. Ainda inclui cases de várias empresas como Spotify, Hilton, Best Buy, Nokia, T-Mobile e Comcast.

Baixe o documento no blog da plataforma: Transforming customer service on Twitter with a new playbook and new ecosystem solutions

Monitoramento é um grande aliado da Produção de Conteúdo, aponta pesquisa

By | Redes Sociais, Social Media | No Comments

monitoramento, planejamento e conteudoDe acordo com pesquisa lançada no Content Summit, monitoramento de mídias sociais é um dos grandes aliados dos produtores de conteúdo. A partir das respostas de 303 participantes, o estudo traz informações sobre faixas salariais, desafios da área, plataformas preferidas e suas variadas práticas. Em questão sobre quais outras áreas participam da rotina de produção de conteúdo, “Monitoramento” conquistou o segundo lugar logo depois de “Planejamento”.

pesquisa - producao de conteudo e monitoramento

Content Summit – analisando o evento, backchannel e redes sociais

By | Redes Sociais, Social Media | No Comments

No último sábado aconteceu o Content Summit, principal evento focado em conteúdo para comunicação digital no Brasil. Como habitual, estivemos presentes para conferir as novidades, tendências e debates relacionados a mídias sociais, e monitoramos as hashtags oficiais do evento no Twitter e Instagram. Confira e clique para ver de forma interativa, a rede de tweets relacionada:Rede Content Summit

 

A comparação das principais métricas de centralidade de rede é interessante para ver a dinâmica entre participação nas conversas backchannel e impacto das palestras. Na esquerda, temos o centro filtrado da rede exibindo apenas os perfis com Out-Degree, ou Grau de Saída, maior que 15: ou seja, pessoas que mencionaram outros 15 ou mais perfis. Na direita, é o centro filtrado da rede a partir dos perfis com In-Degree alto. Ou seja, os perfis que foram mencionados por 15 ou mais participantes.

CONTENT SUMMIT - OUTDEGREE E INDEGREE

Observe como a rede mudou: os mencionados são sobretudo os palestrantes, como a @dani_rodrigues, @apassarelli, @dsollero e @danielbovolento, referenciados devido às suas falas no palco.

Saiba mais sobre os eventos da Media Education em seu site e aproveite para conhecer o Twitter Summit, encontro que contará com nosso apoio para promover a mídia do querido passarinho azul. :)

Case: Monitoramento de Eleições Presidenciais – Como a Medialogue enfrentou esse desafio com a ajuda do BrandCare

By | Redes Sociais, Social Media | No Comments

Monitorando as Eleicoes Presidenciais - Medialogue e BrandCareComo monitorar uma eleição presidencial nas mídias sociais?

A Medialogue, agência especializada na criação de campanhas sociais, comunicação digital e produção de conteúdo, possui expertise, experiência e equipe para desenvolver um trabalho dessa grandiosidade. A agência foi escolhida pela campanha de Aécio Neves para oferecer informações e análises em tempo real sobre as conversas políticas nas mídias sociais.

A campanha presidencial de 2014 foi um dos mais importantes eventos da web naquele ano, tanto em volume de tráfego como engajamento. Nosso maior desafio foi traduzir esses dados em informações e insights” – Alexandre Secco, especialista em comunicação digital, diretor da Medialogue

E como isto foi realizado? Confira e baixe o case completo, que mostra o papel do BrandCare: Monitorando as Eleições Presidenciais – Estudo de Uso do BrandCare.