Pesquisa

Uma Reflexão Introdutória sobre Métodos de Pesquisa

By | Uncategorized | 2 Comments

road01

[O texto abaixo é uma colaboração de Thiago Falcão, pós-doutorando e professor, que é apoiado pelo BrandCare em um estudo acadêmico]

 

Chamando atenção para o Método

O principal intuito deste pequeno texto é iniciar uma sequência de reflexões acerca de métodos de pesquisa voltados para o mercado comunicacional.

Em se tratando de pesquisa, a escolha da metodologia é crucial – sabemos disso. De fato, é até curioso que se sublinhe este ponto, uma vez que as disciplinas de teoria e método nos cursos de graduação Brasil afora repetem este mantra de forma exaustiva. Ao mesmo tempo em que é uma lente de interpretação, e permite que tiremos conclusões acerca de certo contexto ou problema, a metodologia é, também, uma escolha de meio.

Esta palavra é complexa e merece ser tratada com cautela. A questão, ao tratar a metodologia como meio, é entender que o método não responde qualquer pergunta; que é necessário ter em mente que a questão geralmente aponta para sua resposta. Isso quer dizer que o próprio objetivo da pesquisa já aponta para que método deve ser utilizado, ou que cada metodologia oferece um tipo de resposta específico.

Em suma, “o meio é a mensagem”.

 

Especificidades Metodológicas: Etnografia e ARS

Isso significa que existem métodos adequados para problemas específicos. Consideremos, por exemplo, a ideia de etnografia. É comum que nos deparemos com usos simplistas ou mal posicionados deste método. A extração de dados conversacionais ou contextuais por exemplo, tem sido lida cada vez mais como de cunho etnográfico, quando, na verdade, não passa de um procedimento de observação que não está necessariamente relacionado a nenhum método específico.

evolhipster

A utilização deste método pressupõe um contato íntimo com o contexto observado; requer que o pesquisador se torne não apenas especialista na subcultura, mas sim um exemplar dela. É impossível fazer etnografia sem detalhamento e entendimento de padrões culturais inerentes ao contexto observado. Fato é que o uso funcional (muitas vezes leviano) de um método como este resulta em um entendimento equivocado de dinâmicas sociais e dos próprios integrantes de um ou outro agrupamento cultural.

Um dos empecilhos em se utilizar aportes etnográficos, como podemos deduzir a partir da breve explanação, é que as agências raramente vão dedicar um profissional por tanto tempo para o entendimento de uma cultura ou grupo social específico. Isso acarreta em uma simplificação do método que não o invalida, mas que precisa ser empreendida com cuidado.

De forma análoga, consideremos a utilização da Análise de Redes Sociais (ARS) – um método que se torna cada vez mais popular e que possui uma implementação bastante robusta no Brandcare – que revela certas características da organização informacional e da conversação em rede, mas o faz tendendo a esconder as especificidades do discurso.

1_123125_2245076_2245628_100225_ss_chartex.jpg.CROP.original-original

Isso acontece porque, parafraseando Raquel Recuero, “a Análise de Redes Sociais serve para desvelar a estrutura das redes. Isso significa que podemos observar como a rede existe em relação aos vários elementos que fazem parte dela”. Assim sendo, é muito mais importante, em um método como este, visualizar questões de âmbito mais geral: conexões, sentidos do fluxo informacional e quem fala sobre o quê.

Exemplos nacionais interessantes da ARS aplicados ao âmbito comunicacional podem ser encontrados no trabalho da própria Raquel ou no trabalho do Labic da Universidade Federal do Espírito Santo, que demonstram continuamente as milhares de menções analisadas em grafos super-coloridos que revelam de que forma o uso das mídias sociais por parte dos brasileiros dialoga com as agendas políticas e mercadológicas do país.

 

A César o que é de César

Pode-se sublinhar, portanto, que certos métodos respondem certos problemas – e, por consequência, não respondem outros. Sobretudo, um método não dá conta de qualquer problema, o que significa que um profissional precisa não apenas entender de metodologia, mas principalmente entender de que forma a questão enunciada melhor se adequa às ferramentas disponíveis. A verdadeira inteligência no mercado jaz em não acreditar que é a ferramenta que responde pela boa pesquisa, mas sim que é necessário que exista uma integração entre esta e a desenvoltura do profissional.

O aporte etnográfico e a ARS, apenas para sublinhar dois exemplos, são caminhos que endereçam tipos diferentes de problemas, e que portanto, provêm respostas diferentes para cada um deles. Claro, nenhum método é engessado, todos permitem apropriações e combinações; mas subsiste a necessidade de entender da estrutura de cada um deles para saber o que e onde apropriar e combinar.

 

Thiago Falcão é Doutor em Comunicação e Cultura Contemporâneas, Pós-Doutorando na Universidade Anhembi Morumbi em São Paulo e Professor Assistente na Universidade Federal Fluminense em Niterói.

Cicloativismo nas mídias sociais: análise da campanha “De Bike ao Trabalho”

By | Uncategorized | No Comments

Os nossos amigos da Thinking Insight, especializada em marketing de relacionamento e business intelligence, continuam sua série de investigações sobre ciclismo e comportamento. No último maio aconteceu a campanha “De Bike ao Trabalho”, promovida pela ONG Bike Anjo, com o objetivo de estimular as pessoas a usarem a bicicleta para ir ao trabalho. A Thinking Insight utilizou o BrandCare para monitorar menções e hashtags associadas à campanha no Twitter e Instagram, conseguindo identificar o que as pessoas, comerciantes, políticos e imprensa falaram sobre a campanha. Confira:

Monitoramento se destaca entre atividades dos profissionais de mídias sociais no Brasil

By | Social Media | No Comments

A edição 2015 da pesquisa “Raio-x do profissional de mídias sociais no Brasil” acabou de ser lançada. O site Trampos e a empresa de pesquisa Alma Beta conseguiram a participação de 1.021 respondentes que trabalham com mídias sociais no Brasil.

A pesquisa traz informações sobre fontes de informações, referências de profissionais, cases reconhecidos, faixa salarial, principais atividades e outros dados relevantes. Monitoramento se destacou junto a Redação e Planejamento. Entre as referências de profissionais do país, a Social Figures está representada através de nosso Gerente de Produto. Clique para baixar o estudo:

trampos - 2015 - informação trampos - 2015 - monitoramento trampos - 2015 - salários

Não esqueça de assinar o blog para ficar por dentro das novidades!

Quais são as tendências para o digital e mídias sociais em 2015?

By | Social Media | No Comments

Depois das retrospectivas do ano que se encerrou, é importante olhar para frente: preparar tudo para 2015. Muitas consultorias, agências e associações aproveitam este período do ano para lançar suas visões sobre as tendências vindouras. Selecionamos algumas destas publicações. Prepare-se!

Em 10 Tendências Latinas para 2015 – a empresa de pesquisa de tendências Trendwatching lançou site especial sobre as tendências que marcarão o ano de 2015 na América Latina. São apontados como motivadores das tendências o maior engajamento político e social que geram, entre outras coisas, mais vontade de ocupação das ruas, como aponta a tendência Inside Out. Clique para ver mais:

trendwatching - inside out

Lançado pela empresa de educação Quero Ser Social Media, o documento “O que será tendências em Social Media em 2015?” reuniu a opinião de 26 professores e profissionais brasileiros, incluindo da Social Figures, para apontar o que nos espera no ano de 2015.

tendencias - quero ser social media

A JWT lança mais um incrível documento anual, The Future 100: Trends and Change to Watch in 2015, no qual apresenta 100 tendências para o período. Internet Tátil, Impressão 3D, Varejo Buzzfeed, Prioridade para Bicicletas e outras são detalhadas abaixo:


Scott Schwerttly, do SlideShare, compartilhou suas predições para as apresentações/slideshows de 2015. Autenticidade, Usuários Empoderados e Mais Formatos são algumas delas. Clique para ver as outras:

no-reason-not-to-have-a-backup-plan

Responsável por alguns dos estudos e infográficos mais interessantes sobre a internet, a Global Web Index lançou 15 for 15 – The Numbers That Mattered in 2014, The Trends to Watch in 2015. Com 128 páginas, detalha os desafios e oportunidades da pesquisa e mensuração de audiência na atualidade. As tendências, todas baseadas em dados, trazem insights sobre Fadiga dos Tablets, Nova Elite Tech,

global web index

E, para fechar, outra apresentação brasileira. O professor Marcelo Coutinho publicou slideshow sobre as Perspectivas para o mercado digital 2015/2015. Confira:

BrandCare ganha mercado e ajuda a formar profissionais, aponta pesquisa

By | Social Media | One Comment

Pesquisa realizada pelo publicitário Júnior Siri, compara dados sobre os profissionais do mercado de monitoramento, métricas e social analytics desde 2011. Respondida por 219 profissionais de todo o país, a pesquisa “Profissional de métricas, monitoramento social analytics no Brasil” traz informações relevantes sobre práticas, ferramentas, salário, referências e perfil de formação.

Entre as ferramentas completas de monitoramento de mídias sociais, o BrandCare ganhou colocações e é a quinta solução mais citada, empatada com o quarto lugar:
principais ferramentas de monitoramento de mídias sociais

E, entre os sites/blogs que os profissionais usam como referência, este blog já é sexto o mais citado, logo atrás do blog do Tarcízio Silva, gerente de produto da Social Figures, que também foi o profissional mais citado. Clique para acessar o estudo completo:
blogs e sites sobre monitoramento de mídias sociais

50 Coisas para Descobrir com o Monitoramento de Mídias Sociais

By | Social Media | No Comments

Quem está procurando pelo meu produto ou serviço agora? Em quais mídias sociais meu público está? Quem são as pessoas que mais mencionam a marca? Quais atributos de marca estão sendo associados? É possível gerar centenas de informações e insights com o monitoramento de mídias sociais. Selecionamos 50 deles para você! Confira!

 

Planos Acadêmicos BrandCare

By | Social Media | One Comment
Personality_and_gender_word_cloud_for_social_media

Visualização em artigo sobre diferenças de gênero, baseado em dados de mídias sociais [fonte]

Na Social Figures acreditamos muito na retroalimentação entre pesquisa e mercado. Diversas inovações são geradas nesta interface e, em se tratando de mídias sociais, a possibilidade de monitorar opiniões, conversas e debates ajuda muitos pesquisadores das áreas de Comunicação, Psicologia Social, Ciências Sociais, Política e outras disciplinas.

Pensando nisto, lançamos os Planos Acadêmicos gratuitos do BrandCare – software de monitoramento de mídias sociais. Se você tem um projeto de pesquisa baseado em monitoramento de mídias sociais e é Professor ou Estudante de Graduação e Pós-Graduação realizando artigo acadêmico ou monografia, dissertação ou tese, entre em contato conosco. Caso o escopo possa ser atendido pelo BrandCare, configuraremos um monitoramento para apoiar sua pesquisa:

Quer saber mais sobre a pesquisa acadêmica em mídias sociais? Confira um post com dicas de blogs de acadêmicos de comunicação, mídia e computação social.

Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira

By | Mercado, Social Media | No Comments

pesquisa brasileira de midia 2014A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República lançou a “Pesquisa Brasileira de Mídia – Hábitos de Consumo de Mídia pela População Brasileira“. Com um amplo levantamento com respondentes de todo o Brasil, a pesquisa resultou em um documento de 152 páginas descrevendo os hábitos dos brasileiros quanto a mídias, formatos e veículos de TV, Rádio, Internet, Jornais, Revistas e sobre programas e conteúdo governamental.

Ao todo foram 18.312 respondentes, com margem de erro de até 4% em alguns estados e apenas de 1% quanto ao Brasil. Os dados reunidos são bem úteis para os comunicadores, mas seguem alguns destaques:

– De segunda a sexta, os brasileiros assistem a TV cerca de 03h29m (seg a sex) por dia, enquanto os que também usam a internet o fazem 03h39m por dia (seg a sex)

– Entre os 15 sites mais citados, estão quatro mídias sociais: Facebook (1º), YouTube (5º), Twitter (11º) e Instagram (12º)

– Aos finais de semana, o uso de mídias sociais aumenta, com o Facebook mantendo a liderança, Youtube em terceiro lugar e o Twitter em nono

– O acesso à internet em casa é privilégio de 47º dos brasileiros, com São Paulo, Rio de Janeiro, Rio Grande do Sul e Distrito Federal possuindo uma maior taxa de acesso doméstico do que fora de casa

– Em todos os aspectos, o perfil sociodemográfico com o maior acesso à internet é de 16 a 35 anos, ganhando mais de 2 salários mínimos, ensino superior, morador de grandes centros urbanos e que trabalha em comércio/serviços

acesso a internet em casa

Acesso a Internet em Casa

– O uso de telefones celulares para acesso à internet é bastante amplo, superando o de computadores, em diversos estados do Norte

– Quanto à confiança nas notícias, os meios tradicionais continuam na liderança: respectivamente, jornais impressos, rádio e TV lideram

A pesquisa está disponível para visualização e download no SlideShare do Blog do Planalto:


BrandCare News: Data Sample, uma amostra para facilitar seu trabalho.

By | BrandCare | No Comments

O Brand Care é a ferramenta de monitoramento da Social Figures e nos próximos dias vamos mostrar aqui no blog algumas das funcionalidades que ela possui. Isso por que queremos mostrar nossos diferenciais para você. A primeira funcionalidade que mostraremos será o “Data Sample”.

O nome pode parecer algo complicado, mas acredite, ele é para facilitar seu trabalho durante uma análise de menções e muito simples de ser utilizado. A ideia de incluir essa função surgiu de uma necessidade específica de um dos nossos parceiros, a agência digital AD.Dialeto. Eles utilizavam uma planilha com cálculos de amostragem em forma de macros para extrair uma amostra do total de menções obtidas durante o monitoramento. O que fizemos foi sistematizar isso, ou seja, dentro do próprio Brand Care, é possível obter essa amostra estratificada, explicaremos melhor.

Alguns monitoramentos podem ter grandes quantidades de menções durante um mês, uma semana ou até mesmo um dia, o que dificulta bastante o trabalho de análise de todas essas menções. Dessa forma o Data Sample retira uma amostra totalmente randomizada, mantendo apenas a mesma proporção por redes sociais monitoradas, sendo que o único parâmetro esperado é um valor para a margem de erro (4% ou 6%).

Exemplo:

De 01 a 30/10/2011 o cliente “My Company” obteve um total de 100.000 menções. Criando um Data Sample com 4% de margem de erro, ele terá uma amostra de aproximadamente 500 menções para serem analisadas. Essa amostra fica guardada e quando precisar ver os dados novamente, basta selecionar o sample criado e aplicar o filtro, simples assim!

Quer saber mais sobre o Brand Care?  Entre em contato através do nosso website.